ÓLEOS DA AMAZÔNIA - Por que escolher buscar fora o que temos de tão valioso aqui dentro do País?

Já dizia Gonçalves Dias em seu poema Canção do Exílio, onde enaltecia os valores naturais do Brasil: “Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá…”, estas são as palmeiras que dão frutos de açaí, buriti, babaçu, tucumã e tantas outras de riquíssimas propriedades

Os óleos extraídos dos frutos da Amazônia, bem sabem os nativos, hidratam a pele, revitalizam os cabelos e auxiliam na manutenção da saúde do corpo. Apresentamos aqui alguns desses óleos, destacando suas peculiaridades, seus potenciais terapêuticos e rejuvenescedores.

Óleo Vegetal de Açaí

Riquíssimo em antioxidantes, possui 33x mais antocianinas que a uva, vitaminas E, A e D, que previnem o envelhecimento cutâneo, protegem a pele dos danos causados pelos raios UV; fitoesteróis, que são anti-inflamatórios e firmam a pele, ômegas 6 e 9, emolientes, umectantes e evitam a perda de água da pele. Previne rugas e flacidez, estrias, sela pontas duplas, retira o frizz, nutre e restaura os cabelos. Sugestão de sinergia para rugas e flacidez: 20ml de Óleo Vegetal de Açaí + 10 gotas de Óleo Essencial de Olíbano. Aplicar uma pequena quantidade no rosto massageando todas as noites.

Óleo Vegetal de Andiroba

Possui ômegas 6, 9, ácido mirístico, e limonoides como a andirobina, que auxiliam na prevenção e combate à celulite. Atua como repelente de insetos e piolhos. É anti-inflamatório, analgésico, cicatrizante, reduz inchaços, dores musculares e reumatismo, além de fortalecer os cabelos. Sugestão de sinergia para celulite: 60ml de Óleo Vegetal de Andiroba + 30 gotas de Óleo Essencial de Limão-Tahiti. Massagear vigorosamente o local todos os dias.

Óleo Vegetal de Buriti

Um dos mais ricos em betacaroteno, a maior fonte já estudada deste pigmento, 20x mais que a cenoura, de poderosa ação antioxidante, e estimulante das fibras de colágeno, aumenta a elasticidade e tonicidade da pele, além de dar brilho e hidrata os cabelos, fortalece e prolonga a cor em cabelos tingidos. Sugestão de sinergia para brilho e hidratação capilar: 60ml de Óleo Vegetal de Buriti + 2 gotas de Óleo Essencial de Canela Cassia. Aplicar no comprimento e pontas dos cabelos úmidos.

Óleo Vegetal de Castanha-do-Pará

Rico em vitaminas A e E, de capacidade antioxidante, restaura peles danificadas. Possui ômegas 6 e 9, trazendo umectação profunda e resistência aos fios, além de intensificar a cor de cabelos escuros. Sugestão de sinergia para intensificar a cor de cabelos escuros: 60ml de Óleo Vegetal de Castanha-do-Pará + 30 gotas de Óleo Essencial de Manjerona. Aplicar diariamente uma pequena quantidade no comprimento e pontas, massageando bem.

Óleo Vegetal de Coco Babaçu

Rico em ácidos graxos saturados, especialmente ácido laurico, este óleo não perde em propriedades para o óleo de coco, excelente para nutrição capilar, auxilia a evitar caspas e piolhos, modela os fios, protege dos raios UV. Na pele, penetra rapidamente prevenindo estrias, ressecamento e envelhecimento precoce. Também é fungicida e bactericida. Sugestão de sinergia para modelar cabelos cacheados: 60ml de Óleo Vegetal de Coco Babaçu + 30 gotas de Óleo Essencial de Ylang Ylang. Aplicar no comprimento e nas pontas, aperte os cachos para modelar.

Óleo Vegetal de Pracaxi

Possui alto teor de ácido behênico, que produz efeito condicionante e alisante nos cabelos. Rico em ômega 6, 9, e ácidos graxos de cadeia saturada, este óleo funciona como um silicone capilar, além de evitar estrias e manchas escuras na gravidez. Sugestão de sinergia para silicone natural capilar: 60ml de Óleo Vegetal de Pracaxi + 15 gotas de Óleo Essencial de Artemísia. Aplicar uma pequena quantidade nas pontas úmidas para selar e no comprimento para reduzir o frizz.

Texto: Giseli Fernandes Química e pesquisadora de óleos essenciais Responsável técnica da empresa Phytoterápica

fonte: https://blog.phytoterapica.com.br/oleos-da-amazonia/

REFERÊNCIAS: REFERÊNCIAS: 1. Florinda O. Bobbio; Janice I. Druzian; Patrícia A. Abrão; Paulo A. Bobbio; Sandra Fadelli. Identificação e Quantificação das Antocianinas do Fruto do Açaizeiro (Euterpe Oleracea). Ciênc. Tecnol. Aliment. Vol.20, no.3, Campinas,Sept./Dec. 2000. 2. Fereidoon Shahidi And Homan Miraliakbari. Bailey’s. Tree Nut Oils. Industrial Oil And Fat Products, Sixth Edition, Six Volume Set., 2005. Memorial University Of Newfoundland. St. John’s, Newfoundland, Canada. 3. Favacho, Hugo Alexandre Silva. Caracterização Fitoquímica e Avaliação da Atividade Anti-Inflamatória e Antinociceptiva do Óleo Fixo de Euterpe Oleracea Mart.. Universidade Federal Do Pará. Instituto De Ciências Da Saúde. Programa De Pós-Graduação Em Ciências Farmacêuticas. Belém – Pa, 2009. 4. Dos Santos Costa, M.N.F., Muniz, M.A.P., Negrão. Characterization Of Pentaclethra Macroloba Oil. C.A.B. Et Al. J Therm Anal Calorim .Journal Of Thermal Analysis And Calorimetry.March 2014, Volume 115, Pp 2269–2275.

Localize por Tags
Nosso Arquivo

Selecione o mês para localizar post anteriores.

Curta-nos nas Redes
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Nosso Blog