A ALIMENTAÇÃO INFANTIL: melhorando cada vez mais a qualidade dos alimentos para as crianças

Uma boa alimentação nos fornece os nutrientes necessários para todas as funções do nosso organismo, ajudando inclusive a fortalecer o sistema imunológico.

 

 

Além de introduzir alimentos saudáveis, como frutas, legumes e verduras, também é importante cortar ou ao menos reduzir alguns produtos que são prejudiciais para as crianças.

 

Alimentos industrializados ou ultra processados, de um modo geral, não são adequados em qualquer fase da vida, pois são ricos em sódio, açúcares, gorduras e podem contribuir para um ganho de peso excessivo, alterações no organismo que podem levar a um aumento da glicose e do colesterol sanguíneo, favorecendo o desenvolvimento de doenças como o diabetes e a hipertensão arterial.

 

Outra questão é que eles possuem muitos aditivos químicos como corantes e podem contribuir para desregular o funcionamento do organismo, aumentar o apetite para gorduras e açúcares, desencadear alergias, dentre outros problemas.

 

Uma boa dica para melhorar a relação entre os alimentos é inclui as crianças no planejamento e preparo da refeições. Leve-as às compras, apresente e ensine comprar os alimentos.

 

Oriente sobre a importância de ler e interpretar o rótulo dos alimentos. Ensine a higienizar e armazenar os alimentos e, claro, sempre que possível, peça ajuda para cozinhar ou para montar a salada.

 

Algumas dicas para melhorar a alimentação de crianças que costumam rejeitar verduras e legumes:

  • Picar bem os vegetais e misturar no arroz ou na carne

  • Aproveita os vegetais para rechear tortas

  • Fazer arroz com caldo de vegetais

  • Bater, por exemplo, beterraba, cenoura e a abobrinha no molho de tomate que será servido o macarrão

  • Enriqueça o feijão

Outra fator importante é dar a alimentação o espaço que ela merece. Sentar à mesa e mastigar bem os alimentos também faz parte do processo de uma boa alimentação.

 

Evite o uso de TV, Tablets e celulares pois desconcentram e pode haver exagero no consumo ou até mesmo a falta de apetite.

 

Os responsáveis devem dar bons exemplos e fazer boas escolhas nas compras... senão comprar o salgadinho e o refrigerante, por exemplo, não será consumido pelas crianças.

 

Organize a alimentação das crianças levando em consideração esses três grupos de alimentos:

  1. Grupo de Carboidratos: fornecem energia e disposição para as atividades rotineiras. Exemplo: cereais integrais, pipoca, pães, etc.

  2. Grupo de Proteínas: responsáveis pela formação de tecido e músculos fundamentais para o crescimento. Exemplo: iogurte, coalhada, ovos e queijos.

  3. Grupo das frutas e hortaliças: possuem alto teor nutricional e ajudam na saciedade. Exemplo: frutas e verduras.

 

Dicas simples, que pode fazer muita diferença.

 

Quer enriquecer os nutrientes das refeições para seus filhos?

Compre os produtos da Casa de Saron. Excelente preço, qualidade e você ainda pode receber em casa. Acesse nossa loja virtual.

 

 

Please reload

Please reload

Localize por Tags
Please reload

Nosso Arquivo

Selecione o mês para localizar post anteriores.

Please reload

Curta-nos nas Redes
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ÓLEO VEGETAL E ÓLEO MINERAL: você conhece a diferença? Aprenda a distinguir e conheça um pouco sobre a aplicabilidade de cada um.

8-May-2020

1/9
Please reload

Blog